Friday, February 6, 2009

Para pensar antes de ir

A crise está forte lá pras bandas do norte. Não li recentemente uma única notícia boa em relação a isso, pelo contrário! Na newsletter diária que assino, de um jornal de BC, chegou hoje essa manchete:

Canada loses record 129,000 jobs

Trata-se do maior recorde de demissões em um só mês na história do país (batido em janeiro de 2009). O acumulado dos últimos três meses é de 213,000 e as perspectivas para este ano são muito ruins. Segundo a matéria, as províncias de Ontario, British Columbia e Quebec estão em condições muito piores, em relação às demais.

É muito ruim avaliar tudo isso à distância, pois as notícias nos repelem do país de forma semelhante a como se o Canadá estivesse atravessando uma guerra. Você iria para um país lindo e maravilhoso em guerra? Ao mesmo tempo, acompanho centenas de blogs e não é essa assustadora imagem que eu vejo deles.

Temos uma boa reserva de dinheiro que até daria para passarmos um ano (sem qualquer luxo, diga-se de passagem!) desempregados, mas esta não será uma opção escolhida - temos muitos outros sonhos além do Canadá. Não dá pra imaginar passar um ano só torrando um dinheiro que trabalhamos muito pra conseguir!

Pois é... há muito a se pensar antes de decidirmos a data da nossa mudança. Junho me parece um mês muito simpático, mas este critério - simpatia - vem tendo peso muito baixo frente aos demais...

14 comments:

Renata, Dory, Olívia e Vítor said...

Mari, é quase certo que iremos no simpático mês de junho também, independentemente da crise. Tenho receio, sim, mas não dá mais pra esperar muito tempo!
Obrigada pelas notícias!
Bjs

Sandro e Família said...

Mari

Esse é um assunto muito polêmico e fica difícil opinar de longe, mas o que sinto no dia-a-dia é que a situação está difícil mas longe da guerra que estão querendo vender.

Eu vim com reservas para menos tempo que você e tenho certeza que fiz a escolha certa.

Abração

Rogério said...

Mariana,

O estranho mesmo foi receber a carta com o pedido de documentos, menos de 7 dias após a mensagem!!

É isso aí!! Estamos oficialmente no processo! rs...

Abraço!

Rogério Lima

Eduardo Alves da Costa said...

Olás,

esta também é uma grande preocupação minha. Venho acompanhando atentamente as notícias, ainda mais porque gostaria de trabalhar na área financeira. Fiz vários cursos, mas estou bastante cético em relação as oportunidades.
Vamos deixar a maior parte de nossos investimentos no Brasil e viajar com recursos para 8 meses sem trabalho. Nossa intenção é ir em março e avaliar lá como está a situação.
Abs,
Eduardo.

Sara e Vitor said...

Oi Mari, tudo bem?

Nossa, eu vi essa matéria também, é de assustar, não é mesmo? Eu, no seu lugar, esperaria mais um pouco para ir. O melhor a fazer é esperar a poeira baixar um pouco para não passar nenhum sufoco por lá. Espero que tudo se resolva o mais rápido possível.

Um grande abraço,

Vitor

Anonymous said...

Oi Mariana,

Moro aqui em Toronto e so para fazer um comparativo com esse lance todo da crise que esta atingindo para valer o Canada, imagina o seguinte, sabe quando vc nao aguenta mais assistir qualquer noticiario ai no Brasil, porque todo dia eh a mesma coisa, violencia, robalheira la em Brasilia e falta de justica, pois bem aqui eh so se fala da crise e das demissoes e dos cortes que as empresas estao fazendo. Acho q agora q vcs ja estao com o pe no Canada, nao custa nada segurar a ansiedade e esperar a poeira baixar.

Abracos,
Andre

Ju said...

Daqui não vejo a crise de forma tão assustadora...e olha que estamos desempregados...rs...dá uma olhadinha no Indeed.ca, faz uma busca pelo emprego de vcs pra ter uma idéia do número de vagas em Vancouver...talvez ajude a decidir!
Junho ou final de junho, aliás recomendo final de junho que nem a gente, fizemos tudo no verão o que ajudou bastante na adaptação e pudemos pegar o Canada day aqui logo nos primeiros dias. Tente vir pro Canada Day...é indescritível.

Beijos,
Ju

Ross e Rachel said...

Mari, tenho certeza de que a crise vai melhorar se Deus quiser. Bom, mas independente disso muitas empresas estão mandando embora mesmo aqui no Brasil, principalmente as empresas multinacionais. E lá vc tem a qualidade de vida, além de vários outros fatores positivos.
Bjs e boa sorte.
Rachel

Eliane said...

oi Marianoa, só para te acalmar, assim como a Ju, não vemos a crise dessa forma, eu e o Paulo vamos fazer dia 11, seis meses de Canadá. O Paulo é engenheiro, profissão regulamentada, já sabiamos que ia ser assim desde que saimos do Brasil, trouxemos uma boa reserva. Como o Sandro mesmo disse, estão pintando uma coisa maior do que a gente vê. Não nos focamos em críse e sim em nos aperfeiçoarmos. Quanto mais a gente estiver preparado melhor. Mas a preparação daqui. Focamos nas vagas que estão sendo anunciadas todos os dias, no sorriso das pessoas, no nosso dia a dia. Depende do seu perfil. Se você tem um perfil mais arrojado venha, se não espere até junho. Vai de cada um.
Beijos, Eliane.

Ri e Ro - Rumo ao Québec said...

Gentis,

Valeu pelo comentário no nosso blog, agora a gente realmente sente que a coista está funcionando, graças à Deus!

Abração e até mais,


Ricardo e Rosangela

K said...

Pois é! Essa crise está de assustar... mas dizem que as plaquinhas de "hiring" continuam pela cidade. Não são super empregos, mas já ajuda a entrar alguma coisa ao invés de só sair, né? Enquanto isso a gente estuda, sente o clima, a crise acalma...

Nós já nem tmeos mais opção. O visto vence em abril!

Beijo,

K.

Lá e Dá said...

Olá
Obrigada pela visita e pelo recado.
Imagino as dúvidas q. estão surgindo em meio ao panorama mundial. Mas não se esqueça q. nós brasileiros já passamos por muitas crises, e sempre soubemos nos virar. Não é fácil, nem um pouco, mas batalha diária, determinacão, otimismo, e muito suor vai com certeza lhes ajudar.
Abraços e ânimo!

Sergio said...

Olá Mari,

primeiramente quero te dar os parabens pelo pedido de exames. Estamos super felizes por vcs.

Qto à crise: eu já pensei bastante a respeito e no meu caso não tenho muito o que esperar por aqui. Muitas demissoes estão ocorrendo na área do Sergio e nós achamos que desempregados no Canadá é sempre melhor. Eu penso muito na escola e plano de saúde das crianças; pensar que teremos educação e saúde gratuitos e de qualidade nos anima muito a enfrentar a crise lá.

bjs

Fernando e Silvia said...

Oi Mariana, acho que nós brasileiros estamos bem calejados com as crises e apertos, mais difícil pra eles que não são acostumados. Estamos prontos para recomeçar, numa situação bem difícil, e diferente da que estamos acostumados. A única preocupação é a de darem exclusividade dos empregos para os nativos, deixando os imigrantes por último.
Se tudo correr bem estaremos indo até Junho, com a cara e a coragem!!! E muita, muita fé!
Abraços,
Silvia